asma.jpg

Você foi diagnosticado com Asma? O seu filho ou filha tem de usar medicação diária para respirar? Já alguma vez pensou em procurar uma solução em vez de se resignar à ideia de que não há nada a fazer?

 

Existem muitas razões que podem levar qualquer um de nós a desenvolver Asma. Pode começar bem cedo na vida ou a qualquer altura. Nunca é apenas uma causa mas um conjunto em que geralmente a alimentação está entre elas.

Deveremos questionar se o que comemos e tomamos como bom é de facto saudável para nós. Não importa se mais ninguém tem reações em casa, pode ser apenas você. Podem ser vários os alimentos que piorem a sua respiração pelo que deve fazer com a ajuda um especialista para não deixar de comer de forma equilibrada. Mas entre os alimentos mais relevantes estão os lacticínios, farinhas, açúcar em excesso, alimentos com salicilatos, etc.

 

Vivemos num muito cada vez mais poluído, sem árvores, sem florestas, com imensos resíduos invisíveis no ar, e tal como o peixinho no aquário, precisamos de um ambiente puro para viver. As cidades e subúrbios, mas cada vez mais todo o país está a ficar mais sujo. Precisamos de viver no meio das árvores! Não podemos nos mudar mas podemos sempre que possível fazer atividade física em parques e passeios nas montanhas. Também podemos trazer para dentro de casa as florestas através do uso em difusores de óleos essenciais, de pinheiro, eucalipto, hissopo, Niauli, lavanda e outros mais.

 

Não podemos esquecer que os pulmões, os brônquios, as vias respiratórias também respondem ao nosso estado de espírito, às nossas emoções. As nossas células expressam tantas vezes emoções traduzidas em sentimentos ou estados de humor pelo nosso cérebro. Esquecemo-nos com frequência que o corpo também sente, também se manifesta. O que não consigo esquecer? Que situações asfixiantes vivi? Ou o que vive no meu território, real ou virtual, que me deixa com tanto medo?

 

Comida saudável, ambiente mais puro, desporto, emoções resolvidas são a base para eliminar o que sustém o Asma e criar um estado mais leve. Com pequenas mudanças na alimentação, suplementos apropriados, atividade física e libertação da informação emocional, se estiver associada, voltará a respirar como dantes.

 

André Dourado